Você Tem Perguntas Sobre a Alimentação Enteral MIC-KEY*?

Juntamos dezenas de perguntas comuns que recebemos – procure as respostas abaixo.

Cuidados e Manutenção

Q: Como funciona a porta de alimentação MIC-KEY*?

A nutrição e os líquidos são levados pelo tubo até o estômago ou jejuno, através da porta de alimentação ou de medicamento. Quando a porta não está sendo usada, ela deve ser tampada com a tampa anexa. Uma válvula anti-refluxo localizada na parte interna, na direção da parte superior da porta alimentação, ajuda a impedir que o conteúdo do estômago ou jejuno vaze para fora do tubo. A válvula é aberta com o conjunto de extensão.

Q: Que tipo de manutenção é necessária para o balão de silicone?

O balão deve ser enchido com água na ocasião em que é inserido. Recomendamos o uso de água destilada ou esterilizada, pois solução salina pode se cristalizar e entupir a válvula ou o lúmen do balão e, nesse caso, poderá ocorrer vazamento de ar que faz com que o balão se esvazie. Água de torneira pode conter contaminantes nocivos que podem afetar a durabilidade do balão. O volume do balão deve ser examinado uma vez por semana; se o volume do balão estiver abaixo do prescrito pelo médico, será necessário acrescentar água. O balão nunca deve ser enchido de ar, pois o ar pode vazar e o tubo, nesse caso, pode sair do estômago.

Q: Para que servem as seringas?

Uma seringa de bico slip de 6 ml é fornecida com o tubo de alimentação. Ela deve ser usada para encher e esvaziar o balão de retenção conforme necessário nas verificações periódicas de volume e ao se substituir o tubo de alimentação. A seringa com bico cateter, de 35 ml, deve ser usada ao escorvar e irrigar os conjuntos de extensão e ao verificar se a posição do tubo de alimentação está correta.

 

Q: Quais são as etapas diárias de manutenção do tubo de alimentação?

  1. Lave as mãos com água e sabão e seque-as muito bem antes de tocar no tubo.
  2. Examine a pele ao redor do estoma antes e depois da alimentação. Assegure-se de que a pele esteja limpa e seca, sem infecção, e veja se há algum vazamento gástrico.
  3. Se usar curativo, mude o curativo quando este se molhar ou sujar. Não é recomendado usar curativos por períodos prolongados; evite usar curativos a menos que seja absolutamente necessário.
  4. Limpe cuidadosamente a pele ao redor do estoma, com água morna e sabão, usando um aplicador com ponta de algodão ou um pano macio; em seguida, enxágue e seque muito bem.
  5. Examine o tubo e gire o suporte de fixação externa em 360 graus mais ¼ de volta, para prevenir a adesão do tecido ao tubo, aliviar a pressão na pele e possibilitar a circulação do ar. Não gire tubos jejunais, pois eles se estendem até o jejuno e se forem girados poderão se torcer e se retrair para dentro do estômago.
  6. Limpe cuidadosamente a porta de alimentação com um aplicador com ponta de algodão ou um pano macio.
  7. Irrigue o tubo de alimentação com água a cada 4 a 6 horas durante a alimentação contínua, antes e depois de cada alimentação intermitente ou em bolus, e no mínimo a cada 8 horas quando o tubo não estiver sendo usado.

Q: Como se enche ou se esvazia o balão de retenção do tubo?

O balão do tubo de alimentação, que retém o tubo no lugar, fica dentro do estômago..Ele é enchido ou esvaziado de água introduzindo-se uma seringa de bico slip na válvula do balão.A válvula só deve ser usada para verificar o volume do balão ou substituir o tubo. Nunca introduza alimentação pela válvula do balão.

Q: Como o posicionamento do tubo MIC-KEY* é verificado?

Antes da alimentação, examine o tubo MIC-KEY* para ter certeza que não está entupido ou que não saiu do estômago. Isso pode ser feito sugando entre 5 e 10 ml de ar em uma seringa. Coloque um estetoscópio no lado esquerdo do abdômen, logo acima da cintura. Inject the air into the MIC-KEY* extension set feeding port and listen for the stomach to “growl.” Try again if you do not hear the sound. If you still do not hear it, do not proceed to feed. Contact your specialist and report the problem.

Outro método é conectar o conjunto de extensão no tubo de alimentação e prender uma seringa com bico cateter com 10 ml de água na porta de alimentação do conjunto de extensão. Puxe o êmbolo para fora. Quando o conteúdo do estômago aparecer no tubo, irrigue o tubo com água.

Veja se há algum vazamento ao redor do estoma. Se a qualquer momento você suspeitar que o tubo de alimentação se deslocou, pare a alimentação e contate o médico para informá-lo do problema.

Q: Qual é o procedimento certo para efetuar a descompressão o “ventilação” do tubo MIC-KEY*?

Descompressão significa eliminar ar ou alimento do estômago antes ou depois da alimentação. Para descomprimir o estômago, simplesmente conecte o conjunto de extensão MIC-KEY* ou o conjunto de extensão de alimentação em bolo MIC-KEY* ao tubo de alimentação; em seguida, esvazie todo o conteúdo em um copo ou bolsa de coleta.

Q: Como se deve administrar medicamentos?

Os medicamentos devem ser administrados em forma líquida. Medicamentos espessos podem entupir a porta de alimentação.

Se determinado medicamento só estiver disponível em forma de comprimido ou cápsula, verifique se ele pode ser triturado e misturado com água.

Nenhum medicamento deve ser misturado com fórmula, pois a mistura pode ser solidificar e entupir o tubo.

Nunca triture medicamentos com revestimento de proteção entérica.

Antes e depois de administrar o medicamento, a porta ou o tubo deve ser irrigado com água.

Q: Como deve ser feita a manutenção da porta de alimentação e da válvula anti-refluxo?

A porta e a válvula devem ser mantidas sempre muito limpas. Para evitar que a fórmula seca se deposite dentro da reentrância e mantenha a válvula aberta, irrigue muito bem com água e complete a limpeza com um aplicador com ponta de algodão e água. Não deixe que fórmula residual se acumule e seque dentro da abertura da válvula.

Atenção: Não empurre aplicadores com ponta de algodão ou outros objetos estranhos para dentro da válvula da porta de alimentação, pois isso poderá fazer com que a válvula se rompa e vaze.

Q: O que devo fazer se houver vazamento gástrico no local do estoma?

Se suspeitar vazamento gástrico, faça o seguinte:

  • Limpe e seque cuidadosamente o local e examine-o dentro de 30 minutos, para ver se há algum vazamento recente. Isso indicará se há, de fato, um vazamento gástrico, ou se o que parece ser vazamento se deve a algum derramamento ocorrido ao se verificar o tubo ou na alimentação em ocasião anterior. Se houver vazamento gástrico e a pele estiver intacta, pergunte ao médico se você deve aplicar um protetor cutâneo ou barreira contra umidade, como, por exemplo, óxido de zinco. Avise o médico caso a vermelhidão da pele se estender a mais de 1 centímetro do estoma ou for acompanhada de dor, inchaço ou pele desnuda
  • Verifique a quantidade de água do balão. O balão pode estar vazando, ter perdido a quantidade de líquido necessária, e, nesse caso, será preciso trocar o tubo. Se o balão ainda estiver com o volume correto de água, pode ser que o tamanho do dispositivo seja inadequado ou que ele esteja inadequadamente estabilizado e, nesse caso, o tubo precisa ser reavaliado pelo médico.
  • Verifique se o suporte de fixação externo está apoiado rente ao abdômen, a 2 mm ou 3 mm. Verifique se a posição interna do balão está correta, aspirando o conteúdo do estômago para avaliar o conteúdo gástrico residual, ou por meio da auscultação do ar.
  •  Verifique se o líquido fluirá livremente; para fazer isso, irrigue o tubo com água.

Vazamentos também podem ser causados pela posição inadequada do paciente, pelo excesso de rapidez na infusão da fórmula nutricional ou pelo tamanho muito grande do volume de alimentação. A cabeça do paciente deve ficar elevada em pelo menos 30 graus durante a alimentação e até 1 hora após a alimentação. Isso também ajuda a impedir a aspiração. Se o volume de alimentação for muito grande, consulte o médico para saber se pode mudar para um volume menor com mais frequência ou efetuar alimentação em volume contínuo.

Substituição e Remoção

Q: Como Funciona o Tubo de Alimentação por Gastrostomia (em bolo) MIC*?

O tubo de alimentação por gastrostomia (alimentação em bolo) MIC* é usado como meio para acessar o estômago e fornecer nutrição, líquidos e medicamentos. Ele também pode ser usado como meio de aliviar excesso de ar ou de conteúdo do estômago.

O tubo de alimentação por gastrostomia (alimentação em bolo) MIC* é feito de silicone e é mantido no lugar por um balão interno que impede que o tubo saia para fora do estômago, e por um anel de retenção externo ou suporte de fixação externo que impede que o tubo se desloque para dentro do estômago.

Q: Qual é o procedimento de substituição do tubo de alimentação por gastrostomia?

O médico é quem decide quando o tubo de alimentação por gastrostomia deve ser substituído. Se o médico o tiver treinado adequadamente para substituir o tubo de alimentação por gastrostomia e tiver dado permissão para você mesmo fazer isso, você pode fazê-lo. Obs.: Não tente substituir um tubo jejunal ou jejunal transgástrico você mesmo; esse tipo de tubo só deve ser substituído pelo médico.

Etapas da substituição do tubo de gastrostomia:

  1. Limpe a pele ao redor do estoma e deixe a área secar ao ar.
  2. Retire o novo tubo da embalagem. Com uma seringa de bico slip, encha o balão com 5 ml de água destilada ou estéril.
  3. Retire a seringa e verifique se há algum vazamento no balão. Ele deve estar simétrico. Introduza novamente a seringa e retire a água do balão puxando o êmbolo para fora.
  4. Conecte a seringa luer-slip na válvula do balão localizada no estômago do paciente. Puxe o êmbolo para fora até toda a água sair do balão.
  5. Com cuidado, retire o tubo do paciente. O uso de uma pequena quantidade de lubrificante solúvel em água ao redor do estoma e do tubo pode facilitar esse processo.
  6. Lubrifique a extremidade do novo tubo de alimentação com um lubrificante solúvel em água. Não use óleo nem vaselina, pois podem danificar o tubo.
  7. Com cuidado, guie o novo tubo para dentro do estoma até ele ficar rente à pele.
  8. Segure o tubo no lugar e encha o balão com a quantidade de água destilada ou estéril recomendada pelo médico. Não use ar nem coloque mais água do que o volume recomendado.
  9. Enxugue o líquido ou lubrificante do tubo e do local do estoma.
  10. Verifique se a posição do tubo está correta, inserindo um conjunto de extensão no tubo de gastrostomia e verificando se escuta o ar, ou aspirando o conteúdo residual do estômago. Se não conseguir verificar a posição do tubo, contate o médico.
  11. Irrigue o tubo para confirmar que o líquido flui de forma desimpedida, e também para limpar o tubo.

Q: How does the MIC* Transgastric-Jejunal Feeding Tube work?

The MIC* Transgastric-Jejunal Feeding Tube is used to provide a means of accessing the stomach and jejunum to provide nourishment, liquids, medication and decompression.
The MIC* Transgastric-Jejunal Feeding Tube extends through the stomach and into the jejunum for feeding into the small intestine.
The MIC* Transgastric-Jejunal Feeding Tube is made of silicone and is kept in place by an internal balloon that keeps the tube from falling out of the stomach and a SECUR-LOK* external retention ring or bolster that keeps the tube from migrating into the stomach.

Q: Como funciona o tubo de alimentação MIC-KEY* de baixo perfil?

O tubo de alimentação MIC-KEY* de baixo perfil é usado como meio para acessar o estômago e fornecer nutrição, líquidos e medicamentos. Ele também pode ser usado como um meio de aliviar o excesso de ar ou conteúdo do estômago.

O tubo de alimentação MIC-KEY* de baixo perfil é feito de silicone. O tubo é mantido no lugar por um balão interno que impede que o tubo saia para fora do estômago, e por uma base ou suporte de fixação externa que impede que ele se desloque para dentro do estômago.  A administração de alimentação ou medicamento é facilitada pelo uso de conjuntos de extensão conectados ao tubo de alimentação e ao conjunto de alimentação.

Q: How does the MIC-KEY* Low-Profile Transgastric-Jejunal feeding tube work?

The MIC-KEY* Low-Profile Transgastric-Jejunal Feeding tube is used to provide a means of accessing the stomach and jejunum to provide nourishment, liquids, medication and decompression. Decompression is a means to release excess air or contents from the stomach.
The MIC-KEY* Low-Profile Transgastric-Jejunal feeding tube extends through the stomach and into the jejunum for feeding into the small intestine.
The MIC-KEY* Low-Profile Transgastric-Jejunal feeding tube is made of silicone and is kept in place by an internal balloon that keeps the tube from falling out of the stomach and a fixed external base or bolster that keeps the tube from migrating into the stomach. The administration of feeding or medications is facilitated by the use of extension sets that connect to the feeding tube and to the feeding set.

Q: How does the MIC* Jejunal Feeding Tube work?

The MIC* Jejunal Feeding Tube is used to provide a means of accessing the stomach and jejunum to provide nourishment, liquids and medication.
The MIC* Jejunal Feeding Tube feeding tube extends through the stomach and into the jejunum for feeding into the small intestine.
The MIC* Jejunal Feeding Tube is made of silicone and is kept in place by an internal balloon that keeps the tube from falling out of the stomach and a SECUR-LOK* external retention ring or bolster that keeps the tube from migrating into the stomach.

Q: How does the MIC-KEY* Low-Profile Jejunal feeding tube work?

The MIC-KEY* Low-Profile Jejunal Feeding Tube is used to provide a means of accessing the stomach and jejunum to provide nourishment, liquids and medication.
The MIC-KEY* Low-Profile Jejunal Feeding Tube extends through the stomach and into the jejunum for feeding into the small intestine.
The MIC-KEY* Low-Profile Jejunal Feeding Tube is made of silicone and is kept in place by an internal balloon that keeps the tube from falling out of the stomach and a fixed external base or bolster that keeps the tube from migrating into the stomach. The administration of feeding or medications is facilitated by the use of extension sets that connect to the feeding tube and to the feeding set.

Complicações

Q: E se houver algum vazamento ou ruptura no balão? 

Os balões de silicone podem durar alguns meses, mas a durabilidade pode ser afetada por diversos fatores, como medicamentos, pH gástrico, infecção e os cuidados prestados ao tubo. Recomendamos ter um tubo de reposição disponível para o caso de ocorrer remoção acidental do tubo ou algum outro problema. Se houver algum problema com o tubo e você tiver sido treinado corretamente pelo médico, você mesmo poderá substituir o tubo. Se você não tiver recebido treinamento ou se o médico preferir ele mesmo substituir o tubo, contate o médico assim que possível, pois o estoma  pode começar a se fechar dentro de 2 a 4 horas.

Q: Como faço para evitar o entupimento do tubo de alimentação?

A irrigação correta do tubo é a melhor maneira de evitar entupimento do tubo. Irrigue o tubo com água a cada 4 a 6 horas durante a alimentação contínua, antes e depois de cada alimentação intermitente ou em bolus, e no mínimo a cada 8 horas quando o tubo não estiver sendo usado.
O tubo de alimentação também deve ser irrigado antes e depois da administração de medicamentos e sempre que se verificar a presença de conteúdo residual do estômago. Os medicamentos devem ser administrados em forma líquida. Se determinado medicamento só estiver disponível em forma de comprimido ou cápsula, verifique se ele pode ser triturado e misturado com água. O medicamento nunca deve ser misturado com a fórmula nutricional. Nunca triture medicamentos que tenham revestimento de proteção entérica. Antes e depois de administrar o medicamento, a porta deve ser irrigada com água.

Ao irrigar o tubo, use água e uma seringa com bico cateter de 30 cc a 60 cc. Não use tamanho menor, pois isso pode aumentar a pressão no tubo, com risco de romper o tubo. A quantidade de água usada para irrigar o tubo depende das necessidades individuais, das condições clínicas e do tipo de tubo, mas o volume médio é na faixa de 10 ml a 50 ml para adultos e de 3 ml a 10 ml para crianças. Não aplique força excessiva ao irrigar o tubo, pois há risco de perfurá-lo, o que pode lesionar o trato gastrointestinal.

.

Q: Como faço para desentupir o tubo MIC-KEY*? 

Se o tubo MIC-KEY* ficar entupido, faça o seguinte:
• Conecte o conjunto de extensão MIC-KEY* na porta entupida (gástrica ou jejunal) do tubo de alimentação  MIC-KEY*. Coloque uma seringa com bico cateter cheia de água morna no conjunto de extensão MIC-KEY* e, com cuidado, retraia e em seguida empurre o êmbolo para deslocar a obstrução..
• Se o entupimento permanecer, repita a etapa anterior. Leve sucção alternada com a pressão da seringa alivia a maioria das obstruções..
• Se isso não funcionar, consulte o médico; talvez seja útil considerar o uso de uma solução de enzimas pancreáticas e bicarbonato de sódio instilada através da seringa com bico cateter. Não use suco de cranberry, refrigerantes tipo “cola”, amaciantes de carne ou quimotripsina, pois esses produtos podem causar entupimentos ou produzir reações adversas em alguns pacientes. Refrigerantes “diet” ou “lite” (que não sejam tipo “cola”) e água com gás podem funcionar bem na remoção de alguns entupimentos.
• Se o entupimento persistir e não for removido, o tubo terá de ser substituído.

OBS.: O comprimento curto dos tubos de alimentação gástricos MIC-KEY* os torna bastante resistentes a entupimentos. Os tubos de alimentação jejunais MIC-KEY* precisam ser monitorados com cuidado para evitar entupimento

Q: O que devo fazer se o balão não desinflar?

Se não conseguir extrair a água do balão com a seringa, verifique se a reentrância da válvula do balão está limpa e assegure-se de que não haja nenhuma obstrução da válvula por alimento. Limpe dentro da reentrância; em seguida, assente firmemente a seringa na válvula, empurre e gire um quarto de volta. Tente puxar o êmbolo para fora novamente. Se o balão não desinflar, use a ponta de um clipe grande de papel para apertar e válvula e liberar a água. Assegure-se de ter à mão um tubo de reposição para inserir no estoma.

Q: Que devo fazer se o conjunto de administração de alimentação se desconectar?

Se o conjunto de administração de alimentação se desconectar do tubo do conjunto de extensão MIC-KEY*, pare a bomba e faça uma estimativa da quantidade de fórmula que foi perdida. Enxugue bem as conexões do tubo, limpando-as com água e sabão ou com álcool. Limpe dentro da porta de alimentação do conjunto de extensão MIC-KEY* com um aplicador com ponta de algodão e álcool. Irrigue o tubo com água morna. Seque as conexões e reconecte firmemente os tubos, dando um quarto de volta. Continue a alimentação.

Q: Como o paciente deve ser posicionado durante a alimentação?

A posição correta de alimentação é essencial para evitar aspiração de conteúdo do estômago pelo esôfago e, potencialmente, a penetração nos pulmões. O paciente deve ser colocado em posição vertical ou, no mínimo, a um ângulo de 30 graus durante e até 1 hora após a alimentação.

Q: How do I prevent the feeding tube from becoming clogged?

Proper tube flushing is the best way to avoid clogging the tube. Flush the tube with water every 4-6 hours during continuous feeding, before and after every intermittent or bolus feeding, or at least every 8 hours if the tube is not being used.
The feeding tube should also be flushed before and after administration of medications and after checking for stomach residuals. Medications should be given in liquid form. If a medication is only available in tablets or capsules, make sure it can be crushed and mixed with water. Medication should not be mixed with formula. Never crush enteric-coated medication. Before and after giving medication, the port should be flushed with water. Medications should not be administered through the jejunal port of jejunal tubes as this may clog the tube lumen.
When flushing a tube, use water and a 30cc-60cc catheter tip syringe. Do not use smaller sizes as this can increase pressure on the tube and potentially rupture the tube. The amount of water used to flush the tube will depend on the individual’s needs, clinical condition and type of tube, but the average volume ranges from 10-50 ml for adults, and 3-10 ml for children. Do not use excessive force to flush the tube as this can perforate the tube and can cause injury to the gastrointestinal tract.

Conjuntos de Extenção

 Q: Para que serve o conjunto de extensão MIC-KEY*?

O conjunto de extensão MIC-KEY* conecta a fonte de fórmula ao tubo de alimentação MIC-KEY*. O conjunto de extensão Secur-Lok* de ângulo reto é conveniente para o uso em alimentação contínua com bomba, porque ele fica rente ao abdômen e gira com os movimentos do paciente. Isso o torna confortável para alimentação contínua. Quando o conjunto de extensão MIC-KEY* não está sendo usado, ele deve ser desconectado e lavado entre uma alimentação e a próxima

Q: Para que serve o conjunto de extensão MIC-KEY* para alimentação em bolo?

O kit MIC-KEY* inclui um conjunto de extensão MIC-KEY* para alimentação em bolo, para efetuar a alimentação por meio de seringa com bico cateter ou bolsa de alimentação. A alimentação em bolo é comparável ao padrão de alimentação normal e geralmente leva de 20 a 40 minutos. O conjunto de extensão MIC-KEY* para alimentação em bolo também é conectado alinhando-se a linha preta do conjunto de extensão com a linha preta da porta de alimentação e, em seguida, girando um quarto de volta no sentido horário.

O conjunto de extensão MIC-KEY* para alimentação em bolo foi projetado para ser usado durante períodos curtos de alimentação, quando a pessoa recebe várias alimentações no decorrer do dia. O conector reto e o tubo largo facilitam e tornam mais rápidas as alimentações.

Q: Como é conectado o conjunto de extensão MIC-KEY*?

Para conectar o conjunto de extensão MIC-KEY*, alinhe a linha preta do conjunto com a linha preta da porta de alimentação. Introduza o bico do conector Secur-Lok* na porta de alimentação MIC-KEY* e gire-o um quarto de volta no sentido horário. Em seguida, abra a porta de alimentação do conjunto de extensão MIC-KEY* e afixe o conector da bolsa de alimentação no conjunto de extensão, empurrando-o firmemente e girando-o. O conjunto de extensão MIC-KEY* girará com o movimento, possibilitando que o paciente mude de posição durante a alimentação.

Q: Como é feita a manutenção do conjunto de extensão MIC-KEY*?

O conjunto de extensão MIC-KEY* deve ser lavado após cada alimentação, com água morna ensaboada; em seguida, enxágue bem e deixe secar ao ar. Irrigue e enxague imediatamente para impedir que a fórmula seque e se deposite no tubo.

Cuidados e Manutenção de Estoma

Q: Que tipos de problemas podem ocorrer na pele ou no estoma?

Fique alerta aos seguintes sinais e sintomas de problemas do estoma:

  1. Estoma persistentemente avermelhado e sensível, com área avermelhada maior que 2,5 cm em diâmetro.
  2. Odor emanado do estoma.
  3. Pele inchada ao redor do estoma.
  4. Pus ao redor do estoma.
  5. Febre.
  6. Aspereza resultante da tentativa do organismo de cicatrizar a incisão cirúrgica.

Se ocorre alguma dessas condições, contato o médico para saber como tratar do problema.